Teo Costa AVCB
Empresas Venderem Google Licitações Ligações AVCB
Fazemos Empresas Venderem via
Google, Licitações e Ligações e ++

Gabarito Polícia Civil/SP – Concurso Público – Investigador – PCSP2304

Olá, tudo bem?
Meu amigo Daniel, participou do concurso: para Polícia Civil/SP – Concurso Público – Investigador concurso: PCSP2304 e estou ajudando ele a verificar quantos pontos ele fez.
As respostas não são exatas, pois estão sendo resolvidas por mim. Mas fica aqui para analisarmos juntos as respostas:

Seguem abaixo as análises:

Paulo redigiu uma mensagem de correio eletrônico usando o Microsoft Outlook 2016, em sua configuração padrão, para Rafaela, Antônio e Carlos. Rafaela, ao receber, clicou em Responder a todos e, sem alterar os destinatários na mensagem preparada automaticamente pelo Outlook, clicou em Enviar. Antônio e Carlos fizeram exatamente o mesmo. No final, Paulo recebeu 3 respostas. Rafaela recebeu 2 respostas apenas. Antônio recebeu 2 respostas apenas. Carlos não recebeu nenhuma resposta. Considerando que todos enviaram e receberam as mensagens com sucesso, isso significa que (A) Rafaela estava no email original de Paulo no campo Cco. (B) Carlos estava no email original de Paulo no campo Para. (C) Antônio estava no email original de Paulo no campo Cco. (D) Carlos estava no email original de Paulo no campo Cco. (E) Carlos estava no email original de Paulo no campo Cc.

Vamos analisar as informações fornecidas:

  • Paulo enviou um e-mail para Rafaela, Antônio e Carlos.
  • Cada destinatário clicou em “Responder a todos” e enviou a resposta.

Com base nisso, vejamos as respostas:

(A) Rafaela estava no email original de Paulo no campo Cco. – Isso não pode ser concluído com base nas informações fornecidas.

(B) Carlos estava no email original de Paulo no campo Para. – Isso não pode ser concluído com base nas informações fornecidas.

(C) Antônio estava no email original de Paulo no campo Cco. – Isso é possível, pois Antônio não recebeu a resposta. Se ele estivesse no campo Cco, ele não receberia as respostas automáticas.

(D) Carlos estava no email original de Paulo no campo Cco. – Isso não pode ser concluído com base nas informações fornecidas.

(E) Carlos estava no email original de Paulo no campo Cc. – Isso é possível, pois Carlos não recebeu nenhuma resposta. Se ele estivesse no campo Cc, ele não receberia as respostas automáticas.

Portanto, com base nas informações fornecidas, a opção (E) parece ser a conclusão mais provável.

===============================

Ao digitar a mensagem a seguir na rede social Whatsapp, assinale a alternativa que indica como o texto ficará formatado para o destinatário. *Atenção*: _não_ haverá prorrogação de data. (A) Atenção: não haverá prorrogação de data. (B) Atenção: não haverá prorrogação de data. (C) Atenção: não haverá prorrogação de data. (D) *Atenção*: _não_ haverá prorrogação de data. (E) Atenção: não haverá prorrogação de data.

Para formatar o texto com ênfase no WhatsApp, você pode usar os símbolos “_” para itálico e “*” para negrito. Portanto, a mensagem formatada seria:

(Atenção): não haverá prorrogação de data.

Então, a alternativa correta seria:

(E) Atenção: não haverá prorrogação de data.

====================

Sobre conceitos de URL, assinale a alternativa com o número da porta padrão para o protocolo HTTPS. (A) 80. (B) 21. (C) 443. (D) 0. (E) 8080.

A porta padrão para o protocolo HTTPS é a porta 443.

Portanto, a alternativa correta é:

(C) 443.

======================

A capacidade de espaço de dispositivos de armazenamento de dados é medida em (A) Watts. (B) Volts. (C) Bytes. (D) Hertz. (E) Pixels.

A capacidade de espaço de dispositivos de armazenamento de dados é medida em Bytes.

Portanto, a alternativa correta é:

(C) Bytes.

===================

Três investigadores, P1, P2 e P3, atuam em distritos policiais distintos, sendo eles D4, D5 e D6, e, utilizam viaturas distintas, V7, V8 e V9, não necessariamente nas ordens apresentadas. Sabe-se que o investigador P3 utiliza a viatura V7, mas não no distrito D4; quem atua no distrito D5 não utiliza a viatura V8; o investigador P1 não atua em D6; o investigador P2 não atua em D5; e a viatura V9 é utilizada no distrito D4. Sendo assim, é correto afirmar que o investigador (A) P2 utiliza a viatura V9. (B) P1 atua no distrito D5. (C) P3 não atua no distrito D5. (D) P1 atua no distrito D4. (E) P2 não utiliza a viatura V8.

Vamos analisar as informações fornecidas:

  1. O investigador P3 utiliza a viatura V7, mas não no distrito D4.
  2. Quem atua no distrito D5 não utiliza a viatura V8.
  3. O investigador P1 não atua em D6.
  4. O investigador P2 não atua em D5.
  5. A viatura V9 é utilizada no distrito D4.

Agora, vamos deduzir as informações:

  • Como a viatura V9 é utilizada no distrito D4 e P3 não a utiliza no distrito D4, então P3 atua em D4.
  • Como P2 não atua em D5, e P3 já está em D4, então P2 atua em D6.
  • Como P1 não atua em D6, então P1 atua em D5.

Agora, podemos concluir:

(A) P2 utiliza a viatura V9. – Falso, pois P2 atua em D6 e a viatura V9 é usada em D4. (B) P1 atua no distrito D5. – Verdadeiro, conforme deduzido. (C) P3 não atua no distrito D5. – Verdadeiro, pois P3 atua em D4. (D) P1 atua no distrito D4. – Falso, pois P1 atua em D5. (E) P2 não utiliza a viatura V8. – Verdadeiro, pois P2 atua em D6, onde V8 não é utilizada.

Portanto, a alternativa correta é:

(B) P1 atua no distrito D5.

=========================

O(A) é uma tentativa de tornar os recursos de um sistema indisponíveis para os seus utilizadores. Não se trata de uma invasão do sistema, mas sim da sua invalidação por sobrecarga. São feitos geralmente para forçar o sistema vítima a reinicializar ou consumir todos os recursos (como memória ou processamento, por exemplo) de forma que ele não possa mais fornecer seu serviço. Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna do enunciado. (A) phishing (B) Ataque de negação de serviço (DoS) (C) ransomware (D) engenharia social (E) spoofing

A lacuna no enunciado pode ser preenchida corretamente por:

(B) Ataque de negação de serviço (DoS)

Portanto, a alternativa correta é:

(B) Ataque de negação de serviço (DoS)

======================

Assinale a alternativa que indica um software que pode ser usado para acessar a DeepWeb. (A) Bing. (B) Tor. (C) Edge. (D) Google Chrome. (E) Safari.

O software mais conhecido para acessar a DeepWeb é o Tor (The Onion Router). Portanto, a alternativa correta é:

(B) Tor.

=================

Considere a seguinte afirmação: “Todos os envolvidos foram julgados ou aguardam julgamento, e o caso está sendo encerrado.” Uma negação lógica para a afirmação apresentada é: (A) Nenhum dos envolvidos foi julgado ou aguarda julgamento, ou o caso não está sendo encerrado. (B) Todos os envolvidos não foram julgados e não aguardam julgamento, e o caso não está sendo encerrado. (C) Existe envolvido que não foi julgado e não aguarda julgamento, e o caso não está sendo encerrado. (D) Nenhum dos envolvidos foi julgado ou aguarda julgamento, e o caso não está sendo encerrado. (E) Existe envolvido que não foi julgado e não aguarda julgamento, ou o caso não está sendo encerrado.

A negação lógica da afirmação apresentada seria:

(D) Nenhum dos envolvidos foi julgado ou aguarda julgamento, e o caso não está sendo encerrado.

Portanto, a alternativa correta é:

(D) Nenhum dos envolvidos foi julgado ou aguarda julgamento, e o caso não está sendo encerrado.

=====================

Considere a seguinte sequência numérica, em que 30 é o seu quarto elemento: …, 30, 42, 56, 72, 90, 110, 132, … O trigésimo elemento dessa sequência é o número (A) 870. (B) 992. (C) 930. (D) 1122. (E) 1056.

RESPOSTA:

A sequência apresenta uma progressão aritmética, onde cada termo subsequente é obtido pela adição de uma constante ao termo anterior.

Vamos analisar a diferença entre os termos consecutivos:

42−30=1256−42=1472−56=1690−72=18110−90=20132−110=2242−3056−4272−5690−72110−90132−110​=12=14=16=18=20=22​

Podemos observar que a diferença entre os termos consecutivos está aumentando de 2 em 2.

Para encontrar o trigésimo termo, podemos continuar essa sequência de diferenças:

22+2=2424+2=2626+2=2822+224+226+2​=24=26=28​

Agora, somamos essa diferença ao último termo conhecido (132):

132+28=160132+28=160

Portanto, o trigésimo termo é 160.

A alternativa que corresponde a esse resultado é:

(E) 1056.

======================

Após a investigação de um crime, foram identificadas como verdadeiras as seguintes afirmações levantadas durante a investigação e, portanto, passaram a ser premissas do relatório final: I. Alfa não é uma cúmplice. II. Se Beta é uma cúmplice, então Gama não é a autora. III. Se Gama não é a autora ou Delta não é uma das mandantes, então Alfa é uma cúmplice. IV. Se Delta não é uma das mandantes, então Épsilon não é o coautor e Zeta é um dos mandantes. Uma das conclusões que decorrem das premissas verdadeiras apresentadas e forma, juntamente com essas premissas, um argumento válido para ser utilizado no relatório final é que (A) Beta não é uma cúmplice. (B) Épsilon não é o coautor. (C) Épsilon é o coautor. (D) Beta é uma cúmplice. (E) Zeta é inocente.

RESPOSTA:

Vamos analisar as premissas fornecidas:

I. Alfa não é uma cúmplice. II. Se Beta é uma cúmplice, então Gama não é a autora. III. Se Gama não é a autora ou Delta não é uma das mandantes, então Alfa é uma cúmplice. IV. Se Delta não é uma das mandantes, então Épsilon não é o coautor e Zeta é um dos mandantes.

Agora, vamos analisar as conclusões possíveis:

(A) Beta não é uma cúmplice.

Isso não pode ser concluído diretamente a partir das premissas dadas.

(B) Épsilon não é o coautor.

Isso pode ser concluído a partir da premissa IV, que afirma que se Delta não é uma das mandantes, então Épsilon não é o coautor.

Portanto, a conclusão válida é:

(B) Épsilon não é o coautor.

========================

Sabendo-se que a afirmação “Fulano é culpado e Beltrano é inocente” é falsa, e que a afirmação “se Fulano é culpado, então Beltrano é inocente” é verdadeira, tem-se, necessariamente, que é (A) verdade que Fulano e Beltrano são inocentes. (B) verdade que Beltrano é inocente. (C) falsidade que Fulano é culpado. (D) falsidade que Beltrano é inocente. (E) verdade que Fulano é culpado.

resposta:

Vamos analisar as informações dadas:

  • A afirmação “Fulano é culpado e Beltrano é inocente” é falsa.
  • A afirmação “se Fulano é culpado, então Beltrano é inocente” é verdadeira.

A segunda afirmação é uma implicação condicional, e ela é verdadeira mesmo que a primeira parte seja falsa. Isso significa que, mesmo que Fulano não seja culpado, a segunda parte (Beltrano é inocente) é verdadeira.

Portanto, podemos concluir que:

(B) é verdade que Beltrano é inocente.

=======================

Leia o poema, para responder às questões de números 17 a 20. Sei que fazer o inconexo aclara as loucuras. Sou formado em desencontros. A sensatez me absurda. Os delírios verbais me terapeutam. Posso dar alegria ao esgoto (palavra aceita tudo). (E sei de Baudelaire que passou muitos meses tenso porque não encontrava um título para os seus poemas. Um título que harmonizasse os seus conflitos. Até que apareceu Flores do mal. A beleza e a dor. Essa antítese o acalmou.) As antíteses congraçam. (Manoel de Barros, Livro sobre nada.)

17. Um dos recursos de que se vale o eu lírico para produzir efeitos de sentido poéticos consiste em (A) tratar a poesia como projeto de contestação da linguagem, por meio do emprego de termos em desuso na língua. (B) declinar de seu ofício de poeta, ao se identificar com a dificuldade de Baudelaire de criar antíteses. (C) propor ao leitor uma releitura do conceito de poesia, empregando verbos e adjetivos fora de contexto. (D) expressar sua subjetividade por meio de referências à dificuldade do ofício de ser poeta, de modo a dar-lhe ares de importância. (E) apresentar recriações, tais como a conjugação de substantivos, as quais ele chama de delírios verbais

resposta:

O eu lírico no poema utiliza diversos recursos para produzir efeitos de sentido poéticos. Analisemos cada opção:

(A) Não há evidências de que o eu lírico trata a poesia como projeto de contestação da linguagem ou utilize termos em desuso na língua.

(B) O eu lírico não declina de seu ofício de poeta, mas se identifica com a dificuldade de Baudelaire em encontrar títulos para seus poemas.

(C) O eu lírico não propõe uma releitura do conceito de poesia, mas sim expressa sua subjetividade e utiliza “delírios verbais” como forma terapêutica.

(D) O eu lírico, de fato, expressa sua subjetividade ao falar sobre sua formação em desencontros e sua relação com os delírios verbais.

(E) O eu lírico menciona os “delírios verbais” como algo que o terapeutiza, mas não utiliza a expressão para se referir a recriações ou conjugações fora de contexto.

Assim, a opção que melhor reflete o recurso utilizado pelo eu lírico é:

(D) expressar sua subjetividade por meio de referências à dificuldade do ofício de ser poeta, de modo a dar-lhe ares de importância.

==========================